12 de dezembro de 2009

Anda com o coração na Luz

No dia 8 de Dezembro os "actores generosos" estiveram novamente em acção. No Centro Social de Valado dos Frades apresentaram algumas cenas davida de Luiza Andaluz que poderão ajudar na vivência do Advento.

30 de novembro de 2009

À DESCOBERTA DA PALAVRA

Cerca de 65 adolescentes e jovens aderiram a uma Proposta do patriarcado de Lisboa, um dia à descoberta da Palavra.
Reuniram-se na Quinta das Tílias para a vivência de um dia animado pelas Irmãs Servas de Nossa Senhora de Fátima e alguns jovens da Família Andaluz (sector juvenil).
Neste dia tivemos a possíbilidade de caminhar com algumas figuras Bíblicas que nos alertaram para a importância de preparar o caminho do Senhor, pois Ele vem e quer ficar em nossa casa.

28 de novembro de 2009

Advento


Morria a noite... Um murmúrio corria
de boca em boca:
O MENSAGEIRO! O MENSAGEIRO! AÍ VEM
O MENSAGEIRO!
Inclinei a cabeça e perguntei: Vem já?

De todas as partes parece que estalava
o SIM da resposta.
O meu Pensamento, atormentado, dizia:
Não tenho ainda pronta a cúpula do meu
palácio, nada está completo.

Veio uma voz do céu:
Derruba o teu palácio.
Porquê? - perguntou o meu Pensamento
Porque hoje é o dia da chegada
E o teu palácio estorva a passagem!

Tagore

20 de novembro de 2009

Encontro Animadores FAj


No dia 15 de Novembro reuniram-se alguns jovens da Família Andaluz Jovens que estão a elaborar, em colaboração com as Irmãs Servas de Nossa Senhora de Fátima, o programa de actividades para o ano 2010.
Surgirão algumas surpresas neste ano em que queremos viver dinamizados pela PALAVRA.

11 de novembro de 2009

ANDA com o coração na LUZ





No lançamento do Livro: ANDA com o coração na LUZ, em
espirito de família, actuou a Companhia dos Actores Generosos.
Cheios de simplicidade fizeram memória de algumas passagens
importantes do testemunho deixado por Luiza Andaluz.
Vejam como estão bonitos

8 de novembro de 2009

ORDENAÇÃO do Ricardo Pinto


A ordenação do Ricardo Pinto para diácono da Igreja diocesana de Santarém é um motivo de alegria e de acção de graças. Recebemo-lo com a esperança de que venha a dar uma colaboração preciosa na missão tão vasta da Igreja, onde muitos trabalhadores são necessários e apreciados.
A vocação do diácono lembra-nos que a fé cristã é uma vocação a servir. Convida-nos, portanto, a viver o nosso cristianismo em atitude de serviço. Como Cristo se fez servo também nós, seus discípulos somos chamados a servir: servir o evangelho, servir os pobres, servir Deus e os homens. Servindo enriquecemos os outros e damos riqueza e significado à própria vida.
Dispor-se a servir quando a tendência geral é servir-se, fazer-se servo quando o sonho comum é ser senhor, torna-se um desafio que exige humildade, consciência esclarecida e muita confiança em Deus. Por isso, manifestamos o nosso aplauso e o nosso apoio ao Ricardo Pinto pela sua coragem e entrega nas mãos de Deus.
(D. Manuel Pelini, Bispo de Santarém)

1 de novembro de 2009

Pistas para a SANTIDADE



1 - Deus não escolhe pessoas capacitadas, Ele capacita os escolhidos.
2 - Um com Deus é maioria.
3 - Devemos orar sempre, não até Deus nos ouvir, mas até que possamos ouvir a Deus.
4- Nada está fora do alcance da oração, excepto o que está fora da vontade de Deus.
5- O mais importante não é encontrar a pessoa certa, e sim ser a pessoa certa.
6 - Moisés gastou: 40 anos pensando que era alguém; 40 anos aprendendo que não era ninguém e 40 anos descobrindo o que Deus
pode fazer com um NINGUÉM.
7 - A fé ri das impossibilidades.
8 - Não confunda a vontade de DEUS, com a permissão de DEUS.
9 - Não diga a DEUS que tem um grande problema. Mas diga ao problema que você tem um grande DEUS.

25 de outubro de 2009

13 de outubro de 2009

Convite


A Congregação das Servas de Nossa Senhora de Fátima. têm o prazer de convidar-te para a apresentação do livro para crianças sobre a vida de Luiza Andaluz.

ANDA com o coração na LUZ
Terá lugar no Salão do Centro Social da Ericeira pelas 15.30h do dia 18 de Outubro.
Contamos com a tua presença!

12 de outubro de 2009

Emanuel na Guiné



Depois de um voo óptimo de 4 horas posso-vos dizer que, por enquanto, gosto muito de aqui estar, no entanto o calor é que me satura...Embora a minha casa tenha ar condicionado que posso usar entre as 08:00 e as 16:00, à noite tenho uma ventoinha de tecto que ainda é melhor! Descobri que se a ponho no máximo voa tudo para o meio da sala.

Gostava de vos enviar umas fotos, das que já tenho condições de fazer, mas não as consigo passar por mail pq são muito pesadas. No entanto, no Natal, qdo aí for, teremos certamente oportunidades de ver como são as coisas por aqui. Posso-vos dizer que me impressionam os caracóis. Enormes e em forma de búzio! A natureza é muito verde e os abutres estão sempre a pairar sobre Bissau.

As estradas têm umas "bolachas" de asfalto aqui e acolá recordando o tempo em que alguém (Amílcar Cabral) governava a pensar no povo. Já estive em casa do Sr. Henrique Rosa, eterno candidato à presidência. No entanto, com as últimas eleições a Guiné parece ter ganho alguma estabilidade, num processo eleitoral exemplar e com uma taxa de adesão superior a 90%.

Os mercados tradicionais, sobretudo o do Bandim e Caracol são locais incríveis. Tudo se vende e se faz. De facto, a medicina tradicional aqui está muito enraizada e prova bem que o povo tem soluções incríveis para os seus males. A malária, como me disse a Antonieta (administrativa da Caritas) é o pequeno almoço do guineense e a sida, vive-se com ela, como doença crónica e...Vive-se, sempre a rir! Por falar em mercado tradicional. Tb eu tive de me render ao Bandim e comprar umas raízes que distribuí pelas imediações da minha casa para repelir as cobras cuspideiras que por aqui abundam. Penso que aprenderam com a enorme comunidade muçulmana de Bissau que passa o tempo a cuspir, por altura do Ramadão, pois o Jejum é tal que nem a sua própria saliva podem engolir! Mas posso-vos dizer que trabalho com uma equipa muçulmana excepcional!

Acho muito engraçado pq a saudação é sempre repetida. Dizemos "Bom dia" e ouvimos "Bom dia, bom dia!" Vou fazer parte de uma equipa de trabalho que pretende abrir canais comerciais para exportar os produtos da terra e incentivar à instalação de um sistema semelhante ao de economia de mercado, pelo q se pretende formar uma comissão de produtores. Eventualmente, poderei precisar do apoio de alguns de vós.

Que dizer ao Emanuel neste inicio de missão por terras da Guiné???
Deixa a tua mensagem...

30 de setembro de 2009

Testemunho


Um ano à experiencia como professora de EMRC
A oportunidade de crescermos como pessoas aparece nas alturas que menos esperamos e por finalidades que só os desígnios de Deus podem explicar.
Como jovem, cristã e assumida no compromisso de fé que me foi dado logo no meu baptismo, não coaduno a minha actuação na sociedade sem a fortificação do meu doar como leiga, na vivência profunda com os outros e no meu percurso como cidadã.
Por isso, aceitar a proposta de largar a minha terra e partir em quase missão para o Alentejo profundo, foi e ainda é, uma coisa que só Deus me poderá explicar.
Não foi com ânimo leve que decidi deixar numa primeira instância o jornalismo que tanto amo e no qual me formei a nível académico. Sair de casa e de perto dos meus pais foi sensatamente ponderado. E a decisão de vir viver para a Amareleja durante um ano lectivo, como professora de Educação Moral e Religiosa Católica, uma decisão estritamente minha, com auxílio do Espírito Santo, que me prega umas partidas de vez em quando.
UM ANO À EXPERIÊNCIA, espaço que conta esta minha aventura pessoal e cristã nasce de uma nova fase da minha vida, passada em terras alentejanas e que por si só significa uma mudança abrupta naquilo que fiz até agora. Para quem me conhece de outras andanças, é fácil identificar a mudança, pela radicalidade que representa bem como pela sensatez na ponderação desta nova experiência.
O “um ano a experiência” tem lugar na Amareleja, pacata vila do concelho de Moura, no Alentejo raiano. Bem pertinho daqui pode visitar-se Barrancos ou a conhecidíssima barragem do Alqueva. Mais perto fica a vizinha Espanha e a fronteira que nos separa territorialmente.
A experiência, propriamente dita, apareceu quase do nada.
De um convite humilde de ajuda da Congregação surgiu esta nova faceta do meu caminho profissional e o ramificar para outras áreas de interesse. Muito mais que uma proposta de trabalho, sinto que foi depositada em mim uma confiança desmedida e que me dá alento para mais e melhor me doar a esta causa.
O tempo que já passei na Amareleja tem-se mostrado tempo de dádiva, descoberta de Deus e de mim mesma. Supero todos os dias as minhas expectativas como cristã e como jovem pessoa. Sinto que posso ser testemunha de fé junto de todos os que me rodeiam, junto dos meus colegas professores que me olham surpreendidos quando refiro a minha opção e minha tenra idade.
Ai cresce em mim a responsabilidade de não ter só 21 anos, mas sim de viver já uma experiência rica de caminho na vida, com altos e baixos mas sempre ligada a Jesus e aos seus ensinamentos.
O resto, o jornalismo que aprendi e que gosto, não o considero ficar para segundo plano. Simplesmente está em pé de igualdade com esta docência, como uma espécie de criação gémea, de tempo comum e com necessidades a tempo inteiro.
Quem me conhece sabe que não sou de paixão só. Por isso agarrar esta proposta surgiu naturalmente, sem grandes restrições, apesar de saber que vai custar. Ao início, na integração e habituação. Mas só o tempo o dirá, e esse poderá ser o meu maior aliado neste ano à experiência.
A todos quantos me apoiam deixo um beijo fraterno.
Aos meus pais e família que tanto adoro, à Congregação que me tem proporcionado riquíssimas experiências de vida e às Irmãs com quem neste momento partilho o lar, aqui na Amareleja: Irmã Teresa, Irmã Isabel, Irmã Olinda, Irmã Luísa e Irmã Zulmira.

27 de setembro de 2009

Dia do Senhor


"Se alguém vos der um copo de àgua a beber porque sois de Cristo - em verdade vos digo - não ficará sem recompensa."

Somos convidados a dar testemunho credivel de que Deus é Amor!
Como marco a diferença no meu modo de estar
na escola...
no trabalho...
nas diversões...
Como é que os que se cruzam comigo podem dizer: aquela viu o SENHOR!

22 de setembro de 2009

A ALEGRIA DA FRATERNIDADE




No dia 20 de setembro o ponto de encontro foi na Eucaristia, depois foi o tempo de convivermos, estar uns com os outros, de criar laços essenciais à construção da Família que queremos ser:
FAMÍLIA ANDALUZ
Na simplicidade de uma tarde de domingo demos e recebemos,
experimentamos mais uma vez que:
"Quem se dá a Deus por amor,não dá, recebe!"
(Luiza Andaluz)
Louvamos a Deus pelos dons que nos dá,
até nos deu um espaço optimo para o nosso piquenique...

18 de setembro de 2009

Dia do SENHOR



"Quem quiser ser o primeiro
há-de ser o último de todos e o servo de todos."
(Mt 9, 29-36)
O jovem cristão é chamado a viver servindo os outros
a dar-se, é esse o desafio de Jesus.
E tu? Como serves hoje o Senhor?

15 de setembro de 2009

Início...


O inicio de um novo ano lectivo é sempre propício a:
- fazer planos
- traçar objectivos
- (...)
Mas é importante não esquecer que em tudo
"Não basta descobrir o que Deus quer,
é preciso querer o que Deus quer".

8 de setembro de 2009

Encontro de Verão

Esperem até revelarmos as fotografias!!!
Quem não tiver paciência veja as fotografias que a Inês Guerra tirou...

http://picasaweb.google.pt/insguerra/EncontroDeVerao2009?authkey=Gv1sRgCOun2dPh-djQrQE#

6 de setembro de 2009

Caminhos...

Nos passados dias 19 e 20 de Agosto participei em mais um encontro organizado pelas SNSF, Anda a caminho da luz, em Sesimbra.
Nestes dois dias mais do que uma paragem na correria do dia a dia, foi um encontro pessoal com Deus, embora em comunhão.
Encontro não só na oração, no silêncio e na reflexão, mas também na natureza, em cada flor, em cada rocha, em cada animal, em cada passo que dou o Senhor pede que o escute e que o siga.
Recordamos também Luiza Andaluz, no aniversário das sua partida para a casa do Pai, no dia 20 de Agosto.
"A natureza é o livro mais eloquente em que podemos apreciar as maravilhas do poder de Deus" LA

Beijinhos
Susana Pereira

31 de agosto de 2009

Retiro de Silêncio - Quinta das Tilias

Seguem algumas partilhas do retiro de 12 a 16 de Agosto na Quinta das Tilias



Num tempo em que o tempo é um factor escasso, em que as solicitações se multiplicam até à exaustão e o trabalho impera como um compromisso ansioso, custa pensar como é possível aderir a uma proposta de retiro em que nos afastamos da rotina e damos espaço ao silêncio e à oração.

Por vezes, o difícil acontece e aconteceu entre os dias 12 e 16 de Agosto de 2009, na Quinta das Tílias em Belas, esse tempo de encontro, promovido pelas Servas de Nossa Senhora de Fátima, nas pessoas da Irmã Mafalda e da Irmã Teresa.

Partilho essa experiência com um sentimento de afecto. Sentimento com que em silêncio e tranquilidade orante me envolvi num abraço fraterno com Cristo, pois é assim que sempre me sinto quando me desejo encontrar com o Senhor. Oriento o meu pensamento para Ele e Ele está sempre, vivo, perene, infinitamente ressuscitado!

No silêncio retirado, trouxe mais cultivado o desejo de comunhão com todo o mundo em que encontro a divina intervenção do Senhor, trouxe uma ruidosa agitação de alma que me move para uma acção testemunhal e trouxe um propósito de crescimento interior que, creio, moverá os meus actos e o meu coração para uma ousadia cada vez maior.

Deste retiro, trago reforçada a minha disponibilidade para ser Cristo!
(Emanuel Pereira)


O Bom Senhor dá-nos de presente a oportunidade de sossegarmos a agitação do dia-a-dia, e interrompermos as coisas normais da nossa vida, para, na tranquilidade, podermos escutar o que o Seu coração diz ao nosso. Deus diz-nos sempre que tem por nós um amor imenso! Um amor que cuida, que está sempre atento aos nossos desejos e medos e que, não necessitando, escolhe precisar de nós.
Na Quinta das Tílias, a beleza das árvores, a simplicidade da casa, a orientação e o cuidado das irmãs, o testemunho uns dos outros também ajudam a este encontro, entre mim e Deus, que é a Verdade.
É uma experiência que aconselho a todos!
Não há nada, nem festival que a igual - em profundidade, em paz e no que tem de essencial para a vida!
(Sandra Bartolomeu)


«Para se contemplar as maravilhas do Senhor, na Quinta das Tílias, é só abrir os olhos» dizia alguém neste último retiro de Silêncio. Abrir os olhos, os ouvidos, a inteligência, o coração... Para mim fazer Silêncio é uma atitude de disponibilidade, de abertura do coração, de atenção a tudo quanto nos rodeia, uma atitude de Escuta. Quando fazemos silêncio, damos espaço para que outros falem, damos espaço para que Aquele que é o Amor, nos fale. Então, que terá o Amor para nos dizer, por que caminhos nos quererá Ele conduzir? Escutar e Ficar, permanecer junto d'Ele. Deixar-se Conduzir...
Para mim este retiro foi mais um pequeno grande passo no meu caminho, um Sim da minha parte, ao convite do Senhor para estar com Ele. Fazendo minhas as palavras de S. Paulo faço assim a minha partilha: «Eu sei em quem pus a minha confiança...».

(Susana Coito)

30 de agosto de 2009

PARTILHA

Esta foi uma experiência de revitalização do corpo e da alma, estando mais próximo de Jesus apreciando as bonitas e relaxantes paisagens que ele nos ofereceu.
Estes dois dias foram de grande novidade para mim, pois não conhecia nem as pessoas, nem o sítio onde iria ficar. Depois, através dum contacto envergonhado com todos os elementos do grupo, fiquei a conhecê-las um pouco melhor e a perceber o objectivo que nos levaram até ali: estar em comunhão.
Então, através de jogos, caminhadas e de muitas conversas partilhadas sobre o que seria a comunhão, iamo-nos aproximando mais e tudo o que nos era proposto era encarado como mais um desafio a cumprir.
Todos esses desafios foram cumpridos e no fim desta caminhada, senti-me uma pessoa mais revigorada, com vontade de trabalhar mais em equipa e de voltar novamente não só para viver esta aventura, mas também para rever as pessoas que lá estiveram.
Além disso, através dos vários jogos em equipa, das bonitas paisagens observadas e das peripécias vividas, apercebi-me que pudemos estar mais vezes em comunhão com Jesus e connosco com coisas tão simples como aperciar a natureza e agradecer-Lhe pelos dias vividos e por tudo o que nos ofereceu. Portanto, devemos dar mais importância aos valores sociais (partilha, respeito, humildade, interajuda, etc) ao invés dos valores materiais!
Por último, quando rejevo estes momentos relembro-os com nostalgia, com um sorriso nos lábios e com uma gargalhada que vão ficar para sempre no meu pensamento - "Ai, os meus ricos sapatinhos...", o bolo original de aniversário do Marco, as conversas com as colegas ao acordar, as Irmãs pela sua gentileza e disponibilidade...

Despeço-me com um grande "Obrigado a todos o que fizeram daqueles dias momentos inesquecíveis" e com grande vontade de repetir! Quando é a próxima?!

Eloísa Ferreira

Andar a Caminho da luz

Uma pequena partilha
********************
Viver em comunidade necessita sem dúvida alguma de um conceito fundamental: a comunhão. Viver a experiência do toque de Cristo em nós só pode ser plena se for experimentada em grupo e em partilha com a sociedade onde nos inserimos. Como carisma das irmãs Servas de Nossa Senhora de Fátima e sob o signo de Luiza Andaluz, a força da comunhão ganha relevo em cada encontro em que participo, já desde os meus 14 anos, salvo erro.Cada encontro revela-se terno e em consonância com a busca de caminho na fé que pretendo para mim. Em cada encontro percebo que a minha missão passa por destapar o rosto salvador de Cristo e viver o conceito da comunhão para além das letras que o compõem. Mais que saber como se escreve é preciso perceber o cerne da palavra e o seu significado. No encontro, que se realizou em Sesimbra no passado dia 19 e 20 de Agosto, senti mais uma vez que estar em grupo pode e é uma experiência forte do amor que Jesus me tem e quer que viva.À chegada há sempre aquele sentimento de desconhecer alguns rostos, não saber para o que vamos e sentir um bocadinho de medo daquilo que se poderá descobrir. As Irmãs, como costumo dizer, têm o dom de nos surpreender, e também de nos meter em trabalhos, isto num sentido mais de brincadeira. Cada proposta torna-se me desafio e casa desafio revela-se um caminho alegre de partilha de Deus e para Ele.Mais uma vez senti-me tocada pelo olhar terno da Mãe, aquela que segurou o seu filho morte em braços e chorou pela sua partida. Maria, o signo do amor pleno e na qual a congregação se reúne e nasceu, é uma figura incontornável da comunhão que devemos (ou deviamos) fazer. O amor, a partilha, a fé, a união, o encontro, a vida por nós, o corpo e sangue do filho foram os conceitos que descobrimos ao pensar na palavra comunhão. Ao longo do encontro percebemos que muito mais que palavras, a comunhão só faz sentido se tiver um prepósito. E esse preposito é o de viver em grupo e para ele. Só assim conseguimos passar dois dias plenos de alegria, de caminhada saudável por Sesimbra e de refeições agradáveis. No fim, à partida, ficou o sabor a pouco, tão característico de cada encontro em que participo. Já lá vão cerca de seis anos desde que m iniciei na família Andaluz. É maior a alegria desde então. Partilhar este carisma faz de mim uma melhor cristã, confirmada no meu dever de viver a comunhão e para ela.Por isso, experimentem de verdade sentir a comunhão como dom de Cristo ressuscitado. De certeza que se sentirão muito melhor. :)
um abraço
Vanessa

18 de agosto de 2009

Férias apostólicas

Testemunhos das Férias Apostólicas em Cepões

De 2 a 9 de Agosto realizaram-se as Férias Apostólicas na paróquia de Cepões, Diocese de Lamego.
Participaram duas jovens, a Raquel e a Catarina, que juntamente com as Irmãs Beatriz e Eugénia, se entregaram alegre e generosamente a uma semana diferente.
Tivemos momentos intensos de oração na paróquia: Adoração ao Santíssimo, Terço, Vésperas; encontros (para crianças, adolescentes, jovens, pais, catequistas), e vários dias de visitas a doentes (visitámos cerca de vinte e cinco). Foi com alguma surpresa que nos apercebemos que a paróquia aderia com entusiasmo às actividades, e que os doentes manifestavam muito reconhecimento pelas visitas que fazíamos. Foi muito bonito o facto de alguns jovens da terra (a Cristina, a Sara e o Nelson) terem querido vir connosco às visitas. Nós já tínhamos elaborado postais com pensamentos de Luiza Andaluz, que íamos distribuindo, cantávamos para eles, e dialogávamos. Faz-nos muito bem escutarmos os sofrimentos dos outros. Ajuda-nos a relativizar os nossos pequenos problemas do dia-a-dia.
Com as crianças realizámos jogos, canções com gestos, lanchámos e depois tivemos uma pequena catequese sobre o gosto de fazermos a Vontade do Pai. No fim, as crianças orientaram o terço na Paróquia.
O encontro dos adolescentes consistiu numa espécie de gincana, em que existiam equipas, cada uma das quais tinha e realizar dez tarefas. O tema era “a felicidade”. No fim houve plenário, lanche, e prémio para a equipa vencedora. Achámos curioso que estes quiseram partilhar o seu prémio (uma tablete de chocolate) por todos, pois partilhar é uma forma de sermos felizes!
Com os jovens reflectimos sobre a relação entre fé e vida, com os pais sobre a educação cristã dos filhos, e com os catequistas, sobre a “alegria de ser catequista”.
Se foi uma semana cheia de apostolado, não foi menor a proposta de oração: começávamos sempre o dia com as Laudes, e depois do pequeno-almoço, fazíamos um tempo de lectio divina partilhada. Na sexta-feira, dia 7, na parte da manhã, tivémos um tempo de oração mais prolongada, e à tarde, peregrinámos a Nossa Senhora dos Remédios. O dia 8, sábado, foi dia de passeio com as Irmãs da comunidade de Lamego: visitámos o mosteiro de S. João de Tarouca e o Santuário de Nossa Senhora da Lapa.
As Férias Apostólicas foram encerradas na Eucaristia do dia 9, finda a qual o Padre Inocêncio ofereceu a cada uma de nós uma pequena lembrança da terra.
Damos graças a Deus por esta semana de doação, na certeza que nesta entrega pelo Reino, recebemos sempre cem vezes mais: “Quem dá e se dá por amor, não dá, recebe” (Luiza Andaluz). (Irmã Eugénia Figueiredo)

Cheguei a Lamego no Domingo à tardinha e logo comecei a trabalhar. Foi o início de um novo desafio, de uma actividade completamente nova. Não sabia o que esperar desta semana, mas o que quer que tenha pensado antes, esfumou-se ao ver o horário. Visitas a doentes, encontros com jovens, crianças, pais, adolescentes e catequistas, Vésperas, missa, entre outras actividades, fez-me regressar ao “acordar cedinho” (como na época escolar).
Mas entre tanto trabalho também existiu tempo para conhecer Cepões, as suas gentes e descansar. É verdade que não foi só passeio mas ver a felicidade nos olhos e o sorriso desenhado nas crianças e nos doentes compensou todo o esforço que fizemos.
É uma experiência a repetir vezes sem conta, pois só quem passa por elas é que sabe o quão feliz ficamos depois. É graças às Irmãs Servas de Nossa Senhora de Fátima e ao acolhimento recebido nesta terra, que eu parto daqui para voltar sempre que possível.
Obrigada Irmã Eugénia, Irmã Beatriz, D. Elsa, Célia, Catarina, Cristina, Sara, Nelson, Senhor Padre Inocêncio e tantas outras pessoas por me terem feito sentir em casa e bem-vinda. Muito obrigada. Continuem com este serviço maravilhoso!
(Raquel Ferreira, Guarda)


Recebi no meu e-mail algo que desde logo me chamou à atenção: Férias Apostólicas. Sabia o que eram férias e sabia o que era apostolado, mas férias apostólicas era algo diferente.
Já dizia a música “de Bragança a Lisboa são nove horas de distância”, no meu caso foram apenas cinco horas de Lisboa a Cepões. Vinha cansada, mas esperava-me uma semana intensa e o cansaço foi imediatamente colocado de parte. Poderia escrever aqui detalhadamente tudo o que nos aconteceu, mas como o papel é pouco e a tinta também, resumirei uma semana intensa de alegria e comunhão com Cristo.
“Ao testemunharmos e ao partilharmos a nossa fé, ela cresce”: poderei realmente afirmar que a minha fé aumentou bastante. Desde o encontro com os jovens da paróquia ao encontro com os catequistas, essa partilha da mesma fé, do mesmo Amor que sentíamos por Cristo, fez com que eu sentisse que Cristo caminha verdadeiramente ao meu lado.
Ao visitar os doentes sentia uma alegria imensa, pois para muitos deles a mensagem que levávamos de que Maria nunca os abandonaria, era o suficiente para se esboçar um grande sorriso, então quando ouviam as nossas cantorias até palmas no fim batiam.
A paróquia acolheu-nos muitíssimo bem e tal só aconteceu graças às várias orações feitas incessantemente pelas Irmãs e pelo empenhamento do Padre Inocêncio. Superámos as expectativas, ultrapassámos barreiras e dificuldades e em tempo algum nos sentimos abandonadas.
É fácil pedir, mas é difícil agradecer, como agradecer a todas as pessoas que rezaram para que estas FA corressem bem? Como agradecer à D. Elsa e à Célia o fantástico acolhimento que nos providenciaram? Como agradecer aos jovens que sempre nos acompanharam? Como agradecer à paróquia de Cepões que aderiu magnificamente às nossas actividades? Como agradecer às Irmãs Eugénia e Beatriz e à Raquel que me acompanharam nestas férias? Penso que com muita simplicidade dizendo: OBRIGADA!
É realmente uma semana que aconselho a fazer e quem sabe a repetir!
(Catarina Amaral - Cepões, cozinha da D. Elsa)


Foi um tempo de muito bom, de partilha das experiências pastorais, de vida, tempo de oração e mais.Fomos acolhidas numa familia - D. Elsa e sua filha Célia. Gostei de lá estar e estávamos todas a vontade. As nossas actividades correram bem, no dia 2 a noite tínhamos adoração ao Santíssimo e a comunidade cristã aderiu bem o nosso desafio.Durante as férias visitamos cerca de 20 doentes e por onde passávamos falávamos com o doente e a sua família partilhávamos a nossa fé com eles e dávamos uma palavra de alento,este tempo de visitas ajudou-nos a reflectir os pequenos momentos difíceis da nossa vida, iam connosco nas visitas o pároco - O Pe. Inocêncio,três jovens da paróquia,a Cristina, o Nelson e a Sara e depois de conversarmos cantávamos e a todos que visitamos gostaram bastante.Tivemos encontros com as crianças - o desejo de fazer sempre a vontade de Deus e concretizamos indo rezar o terço na paróquia com elas, os jovens -com o tema o desafio da fé, com os adolescentes - o tema foi a Felicidade e fizemos vários jogos que gostaram imenso, com os pais - foi o ser pais e mães cristãos e com os catequistas - foi a alegria de ser catequista, e, achei que todos os encontros foram muito bons e ricos. Todos os dias tínhamos a oportunidade de rezar laudes e um tempo de oração e partilha. Na sexta de manhã tivemos um mini-retiro e à tarde fizemos a peregrinação a Nossa Senhora dos Remédios.No Sábado fomos a Nossa Senhora da Lapa , por isso, este tempo foi mesmo muito bom e senti que todas colaboramos foi uma equipa unida, a providência divina não faltou. (Ir.Beatriz)

14 de agosto de 2009


Iluminados pela Fé,
podemos soltar as amarras e fazer-nos
ao mar da vida.
Tu estás connosco...

5 de agosto de 2009

16 de julho de 2009

Capítulo Geral

Queridas/os amigas/os

As Irmãs vão hoje iniciar o XV Capitulo Geral da Congregação. É um tempo muito importante de oração, reflexão, avaliação e decisão. Contamos por isso com a vossa oração.
Podem seguir o andamento dos trabalhos e deixar mensagens em

www.capitulosnsf.blogspot.com

13 de julho de 2009

Convites próximas actividades

Seguem os convites para o Retiro Silêncio, Férias Apostólicas e Encontro de Verão. O AndanaLuz sairá brevemente... Está atento!!!
Inscreve-te no que te for mais oportuno. Passa a palavra a outros (é uma forma de sermos apóstolos)

Retiro de Silêncio_convite


Conv FA2009


Enc Verao_conv

Noite Missionária na Benedita

Os Jovens Sem Fronteiras da Benedita pediram-nos para divulgar esta notícia. Claro que a Benedita, Valado e arredores vai passar por lá... Depois contem-nos como foi.

"Os Jovens Sem Fronteiras da Benedita (JSF), vêm desta forma convidar todas as pessoas para um grande encontro de solidariedade, mais precisamente a "I Noite Missionária".
Que artistas temos no evento?Neste evento contamos com a presença dos LUCE e do João Pedro Neves entre outras surpresas.
Quando?Dia 18 de Julho Sábado pelas 21h.
Custo: 3 Missões(Com direito a chá, café e bolos)
Os fundos reverterão para quem?Os fundos que conseguirmos reverterão para a Organização Não Governamental (ONG), SOL SEM FRONTEIRAS (SOLSEF).
Onde será o local do evento?No Centro Comunitário da Benedita, junto à Igreja.
_Contactos_TEL:913593727967206888
MAIL:
jsfbenedita@hotmail.com
Vamos fazer a festa...Reserve já o seu bilhete!Os JSF contam com a sua presença!"

30 de junho de 2009

COTAS II



Aceita o desafio se és jovem com mais de 25 anos...
Dia 4 de Julho das 10.00 h às 17.00 h
Em Santarém, Casa Madre Luiza andaluz, Largo do Milagre
(Junto da Igreja do santíssimo Milagre)
Inscreve-te aqui no blog...
Contamos contigo!!!

23 de junho de 2009

Retiro de Crisma e "Um dia com S Paulo"

Foi em S Mamede da Ventosa! Vejam lá se conhecem alguém...
video
video

Oração III


Dai-me a força do vosso Espírito
para procurar intensamente a resposta a estas perguntas,
sem desfalecer, sem medos, sem desistir.

Que seja este o meu projecto de vida:
procurar apenas a vossa vontade,
e ser completamente aquilo que Vós quiserdes.
Mostra-me o teu chamamento:
eu quero responder, Senhor.

Que a vossa Mãe, Senhora do SIM,
interceda por mim e por todos os jovens,
para abraçarmos com alegria
a vocação a que nos chamais.
Ámen.

14 de junho de 2009

Oração II

Senhor, quero decidir-me por Vós,
quero entregar-me totalmente à vossa vontade.
Quero ser apenas vosso.

Tenho sonhos, tenho projectos,
mas tudo vos quero entregar,
para que nada faça que não seja querido por Vós.

Onde me quereis, Senhor? O que quereis de mim?

11 de junho de 2009

A ORAÇÃO

Senhor Jesus, vós sois o Senhor da vida.
Vós me conheceis no íntimo do meu ser
e nada do que faço vos é oculto.

Vós me amais tão maravilhosamente
que entregais a vossa vida para que eu viva.

Comenta, fazendo tua esta oração,
aceita o desafio de a concluir...

7 de junho de 2009


Cada dia é decisivo, não podemos parar...

"Coragem e confiança!

Coragem para enfrentar com calma e sem desânimos os deveres e as dificuldades de cada dia, confiança para trilhar sem receio o caminho traçado, certas de que Deus é bom, ama-nos, tudo pode e nunca falta a quem Nele confia!"

(Luiza Andaluz)

30 de maio de 2009

Vinde, ó santo Espírito,
vinde, Amor ardente
acendei na terra
Vossa luz fulgente.

Vinde, ó Pai dos pobres;
na dor e aflições,
vinde encher de gozo
nossos corações.

Benfeitor supremo
em todo o momento,
habitando em nós
sois o nosso alento.

Como sentes na tua vida a acção do Espírito Santo?

22 de maio de 2009

17 de maio de 2009

Desafio



"Mandai-nos apóstolos de coração puro, testemunhos santos.


Rostos claros de pessoas felizes porque escolhem o máximo,


arriscam tudo e recebem cem vezes mais."


Escolhe tu também o máximo...

8 de maio de 2009

Retiro de Silêncio em S. Miguel

O Retiro realizou-se no Convento da Esperança em Ponta Delgada, na Ilha de S. Miguel, Açores de 30 de Abril a 3 de Maio.
Participaram no retiro cinco (5) jovens: Jorge e Sandra de Ponta Garça, Dina de Ponta delgada, Sérgio e Kelly de Vila Franca do Campo. Começou no dia 30 de Abril por volta das 21.00 horas até dia três (3) de Maio à hora do almoço que se prolongou com conversa até quase ás 16.00 horas. Parece que nesse dia ninguém tinha pressa… Percorremos o itinerário desde a Criação até á Ressurreição e Pentecostes. Começamos no Deus da Criação, Deus da Paz, Deus da Misericórdia, Deus do Amor, Deus da Encarnação, Deus do Chamamento, Deus da Comunhão, Deus da Oração, Deus da Ressurreição e o Deus Trino. Cada um destes temas foi acompanhado por uma imagem alusiva e alguns mesmo com algum vídeo para ilustrar a citação bíblica.

Sexta feira à noite tivemos Eucaristia com o Padre Jason, Pároco de Ponta Garça. No sábado tivemos a Via – Lucis preparada pelos participantes. No Domingo participámos na Eucaristia na Igreja do Senhor Santo Cristo dos Milagres. Foi um grupo muito interessante; profundo, silencioso, participativo.

Orientaram o retiro a Paula Silva, a Rita Leite e a Irmã Maria Olinda. A Irmã Clementina fez toda a parte da cozinha.

(Ir. Maria Olinda)

Partilha de S. Miguel

RETIRO DE INICIAÇÃO

O Retiro de Iniciação realizou-se no Convento da Esperança em Ponta Delgada, na Ilha de S. Miguel, Açores de 27 a 29 de Março.
Participaram 11 jovens de 15-17 anos

Quando fui para o retiro de iniciação sentia um desejo de me aproximar de Deus e de viver uma experiência diferente de encontro comigo, com os outros e com Deus.
Senti a necessidade de me afastar de tudo o que me rodeava, os bens materiais, as preocupações do dia-a-dia, o cansaço do estudo, precisava de me “retirar” do mundo.
Foi uma experiencia muito positiva e que marcou imenso a minha vida, senti uma presença de Deus muito grande.
Eu já tinha FÉ, mas com o retiro consegui aumentar ainda mais a fé que sentia, este retiro foi uma resposta de Deus ao meu pedido que era conseguir estágio no lugar que queria e ao sair do retiro recebi a notícia que ia estagiar para esse local sinto que foi um sinal de Deus.
O dia que mais me marcou foi o sábado, pois neste dia fizemos a via-sacra e reflecti sobre todos os sofrimentos que Jesus sofreu para nos salvar dos nossos pecados, também foi muito positivo porque conheci pessoas muito especiais que jamais esquecerei.
Gostei do tempo que passei no retiro que no último dia o meu desejo era continuar a caminhada ao lado de Deus, por mais alguns dias. A paz interior que senti foi muito profunda, assim como a minha reflexão de aspectos que devia melhorar na minha vida, também percebi como Deus vê o Homem, não só como obra da sua criação, mas também como um ser único e especial.
Na minha opinião, acho que todas as pessoas deveriam participar nesse tipo de actividades de modo a se encontrarem com Deus, aumentarem a sua FÉ e pensarem menos nos bens materiais e pensar mais nos bens Espirituais.
Jesus disse: “ Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida”, quem acredita nesta frase não necessita de mais nada para guiar a sua vida ao encontro da vida ETERNA….

Kelly Medeiros

30 de abril de 2009

TESTEMUNHO NAS JORNADAS DA FAMÍLIA ANDALUZ

Quantas vezes estamos nós instalados na vida e sentimos que nos falta alguma coisa? Que nos falta um Alguém? Assim mesmo, com maiúscula. O Absoluto que na nossa inquietude procuramos muitas vezes e não encontramos… nem nos estudos, nem nas relações mais próximas que vamos cultivando…
E nós? Desejamos profundamente esse Encontro? Precisamos desse Encontro, tal como de ar para respirar? Talvez nem sempre…
E então, quando desejo mais tempo com Ele, quando em instantes de lucidez O desejo inteiramente na minha vida, sinto que uma Voz me fala pessoalmente, no íntimo do meu coração, chamando-me pelo meu nome, convidando-me a preparar o meu terreno para a sementeira. E o "bichinho" continua a martelar, a propor-me sair de mim própria, esvaziar-me para me voltar a encher, desta vez do que é essencial.

E Ele começa a pedir um pouco mais de mim… Mas, e se Ele se lembra de pedir tudo? Estamos nós dispostas a Confiar, e avançar? Cristo, o Cristo do sorriso, o Ressuscitado quer mais de mim, quer mais de ti, quer mais de cada um de nós!

O exemplo de Paulo garante-nos que uma verdadeira experiência de encontro com Cristo é uma experiência transformadora e revitalizante; abre-nos perspectivas novas de vida plena, de realização e de salvação e nos faz ver com olhos novos os projectos que Deus tem para nós! Atenção! Os encontros com Cristo na estrada da vida não são raros, nem estão reservados a pessoas especiais… Cristo passa continuamente ao nosso lado, interpela-nos, questiona-nos, desafia-nos, faz-nos cair das nossas certezas e instalações, convida-nos a olhar para além dos horizontes que nos limitam. Resta-nos estar atentos e disponíveis para O reconhecer, escutar e acolher as Suas novas propostas de vida.
Ele sabe que pode contar com aqueles que chama, ainda que tenha de lhes virar a vida do avesso! E chama-nos SEMPRE e a TODOS! Ele é tão original e criativo que tem um projecto de Amor diferente e único para cada um de nós! O que importa é escutá-lo; deixar que Ele nos vire a vida do avesso! Ele próprio concede a graça da abertura e colaboração para que o Seu projecto se torne uma realidade. Cabe-nos a nós perceber onde encaixamos. Cada um de nós tem um lugar exacto diante de Deus. Precisamos de ser aquilo que somos e não aquilo que o mundo nos atrai a ser, para que assim realizemos o propósito de Deus na nossa vida.
Que maravilha quando ocuparmos o lugar que Deus nos deu.
Temos medo de ser Felizes? Não? Então, porquê adiar a riqueza de um encontro profundo com Aquele que nos espera na estrada da vida?

“ Não somos o produto do acaso irracional e sem sentido da evolução. Cada um de nós é fruto de um pensamento de Deus. Cada um de nós é querido, cada um é amado, cada um é necessário”. ( Bento XVI)
Será que a forma de vida mais comum da nossa sociedade nos realiza?
“Senhor, Senhor que queres que eu faça?” Devemos perguntar-lhe isto com vontade de saber e aceitar a resposta! Se não formos surdos à Sua voz, abre-se um novo caminho... à espera que o percorramos! Para isso precisamos de fazer silêncio interior e exterior; o ruído impede-nos de perceber. Algumas vezes, no intervalo das aulas, nas horas de almoço ou ao final do dia, sinto necessidade de me encontrar mais a fundo com Ele, num silêncio interior e exterior… E vou à Igreja da Graça, a que fica mais próxima da minha escola… E reflicto várias vezes acerca das seguintes questões: “Porque caminho me leva Deus? Quais os acontecimentos mais importantes da minha vida? Como é que Deus esteve presente ou ausente neles? Que experimento ao pensar na possibilidade de consagrar a minha vida a Deus? Sei que tenho apenas uma vida. A que quero dedicá-la? A que sou chamada a dedicá-la?
É esta inquietação e atracção que nós temos que discernir com tranquilidade… Não podemos querer respostas fulminantes e por fax. Deus esconde-se um pouco quando nos chama, e faz isto porque quer deixar uma boa margem para a nossa liberdade. De outra forma, não seria uma história de amor, mas sim de escravidão.
E nós? Ousamos responder-Lhe confiantes de que seremos Felizes? Cada vez mais as pessoas têm medo de se comprometer… Têm medo de dizer um “SIM” que comprometa a sua vida. Peço ao Espírito Santo que me dê essa graça da resposta! Não enfrentar a decisão equivale a desperdiçar a minha vida. E eu quero ser FELIZ! É um erro achar que Deus nos pode propor algo que não nos faça felizes!
A decisão é um passo na fé, um acto de confiança em Cristo!

Deixemos antes, que Cristo nos surpreenda nos nossos caminhos e nos fale, ilumine, cegue, atire por terra… deixemo-nos encandear pela Sua luz e transformar pelo Seu Amor! Ser encontrado por Cristo e acolhê-Lo na Sua novidade implica não encerrar num cofre fechado o tesouro da Graça que recebemos, mas comunicá-lo com a vida de modo que a verdade libertadora de Cristo atinja e transforme outros. Porque nós somos responsáveis pelos que nos rodeiam, e podemos também a ajudá-los na descoberta de Cristo, e do Seu projecto de Amor. É vivendo em Comunhão que temos a missão de ser testemunha de Cristo, e do seu projecto no meio dos irmãos.

É preciso nadar contra a corrente num mundo tão provisório. Não façam escolhas pela metade, é preciso fazer escolhas definitivas. O mundo e a Igreja anseiam por pessoas que façam compromissos definitivos. O transitório é para pessoas que não encontraram o Cristo. Viver em Cristo! É esta a nossa opção?

A. R. L.

ECCLESIA!

Estavam todos muito bonitos na televisão...
Passou hoje no programa ECCLESIA! a reportagem dos
PASSOS PARA A COMUNHÃO.
Aguardem a grande reportagem da XIV Jornada da
Família Andaluz

25 de abril de 2009

12 de março de 2009

Dá-me, Senhor:

o dom da coragem,para não cair na tentação
de trilhar apenas caminhos rotineiros;
o dom de saber arriscar,
paraapontar utopias e procuras;
o dom da diferenciação,
para servir os irmãos na sua singularidade;
o dom do olhar novo, para olhar
de maneira acolhedora, actualizada, globalizante;
o dom da imaginação humilde,
para pensar que as coisas têm saidas inesperadas;
o dom da periferia, para acreditar na possibilidade
do que é marginal ou do que é modesto;
o dom de soprar nas cinzas para descobrir,
revigorar e avivar as brasas que ardem no coração
de muitos irmãos.
Assim seja!

24 de fevereiro de 2009

Mais fotos

"Fotografas" de serviço - Sandrina e Filipa
video

"Deus espera algo de mim"


Senhor muitos vivem a vida sem observar-se a fundo.
Eu não quero ser um como os outros;
Não quero que o tempo passe de balde.
Não quero pensar no que espero da vida
Mas no que a vida espera de mim.
Não quero pensar no que espero de Ti,
Mas naquilo que Tu Senhor Jesus esperas de mim.
Sei que tenho por diante uma vida grande,
não quero que no seu termo penso que está vazia.
Quero que esteja cheia de Ti e dos Teus projectos.
Sei que é esta a minha grande tarefa
pois o que não fizer hoje ficará por fazer,
já que ninguém o fará por mim
Que eu compreenda isto Senhor
Que estenda Senhor Jesus que Tu me queres
para contruir um mundo cada vez mais humano
onde reine o Amor.
Que Senhor eu não perca o tempo em coisas passageiras,
mas melhor em coisas que me aproximem de Ti.
Porque esse é o tempo que melhor se aproveita.

10 de fevereiro de 2009

Luiza Andaluz faz Anos...



Dia 12 de Fevereiro Luiza Andaluz celebra mais um aniversário...
Aproveitemos para olhar o seu testemunho e continuemos a procurar a Vontade de Deus.
Nos dias 14 e 15 de Fevereiro celebraremos juntos Luiza Andaluz, uma mulher que procurou sempre a Vontade de Deus.

2 de fevereiro de 2009

FALTA A TUA INSCRIÇÃO



O tempo voa... e está a esgotar o tempo para te inscreveres no
24 (h)oras a caminho da luz!!!
Contamos contigo...
a tua participação pode fazer a diferença,
a luz pode brilhar mais forte.

19 de janeiro de 2009

24 (h)oras na luz

O 24 (h)oras na Luz será um modo diferente e intenso de celebrar o aniversário de Luiza Andaluz. O presente mais belo que lhe podemos oferecer é procurarmos com alegria a Vontade do Mestre.
Nesta aventura deixemo-nos conduzir por estas sábias palavras:
"Coragem e confiança"

os teus amigos esperam pelo convite
Dá a tua colaboração!

24 (h)oras na luz

A vida é feita de oportunidades, eis mais uma...
Contamos contigo...
É a hora de arriscar...
Entre nesta aventura...

13 de janeiro de 2009

FAMÌLIA ANDALUZ JOVENS

No dia 9 de Janeiro reuniu-se um grupinho de jovens na Pedra (S. Mamede da Ventosa)
Rezaram
Escutaram o testemunho da Ir. Eugénia
Falaram de actividades futuras...
Está tudo a preparar-se para o 24 (h)oras na luz
Queres arriscar a vir também estar connosco???
Está atento à agenda...

5 de janeiro de 2009

ANO NOVO
VIDA NOVA
AGENDA NOVA

Dentro de dias poderão ver a agenda de actividades para o ano de 2009.
Existem dias que é necessário reservar já...
É necessário ir preparando o coração para os
ENCONTROS COM ELE.